mapeamento de competências

Mapeamento de competências: entenda a importância e saiba como fazer

Escolher o profissional ideal no momento do recrutamento e seleção é fundamental para o sucesso da empresa. Por este motivo, o departamento de RH das empresas tem buscado o auxílio de ferramentas de gestão de pessoas para garantir que o trabalho executado seja feito de forma eficiente. Entre essas ferramentas está o mapeamento de competências.

Trata-se da identificação de habilidades e competências esperadas pela empresa e, que muitas vezes, não estão inseridas nos currículos. O intuito é assegurar o maior nível de produtividade, potencialidade, satisfação dos funcionários e demais elementos essenciais para que os desafios do mercado sejam cumpridos.

Pensando na sua importância, preparamos este artigo para explicar os principais pontos do mapeamento por competência, como funciona, quais os benefícios, forma de aplicação, entre outros. Acompanhe!

O que é o mapeamento de competências?

É um método de avaliação eficiente que traz vários resultados positivos para a companhia. Por ele, é feito um levantamento das competências comportamentais e técnicas necessárias em cada função ou setor.

Desse modo, é possível estimular o desenvolvimento adequado do trabalho a fim de que os objetivos da organização sejam alcançados. Ou seja, o mapeamento de competências cria um tipo de filtro por meio do perfil do trabalhador, ajudando a área de RH a gerenciar conhecimento e reter talentos.

Por que o mapeamento de competências é importante?

Uma companhia que preza pelo conhecimento precisa definir metas para seus funcionários. No entanto, para que esses objetivos sejam estipulados e direcionados adequadamente, é primordial que o gestor realize uma análise dos pontos positivos de cada colaborador.

O método também pode ser usado para a composição de uma equipe e seu desenvolvimento. Afinal, com o levantamento das habilidades individuais, é possível admitir profissionais com características que faltam na companhia, projetar treinamentos eficazes e até realocar colaboradores para cargos a que tenham maior aptidão.

Como é feita a classificação das competências?

Entre as principais competências, podemos citar:

  • autoconhecimento;
  • capacidade de aprendizagem;
  • comprometimento e inspiração;
  • comunicação efetiva;
  • inovação e mudança;
  • integridade e credibilidade;
  • orientação a resultados;
  • orientação ao cliente.
  • pensamento estratégico;
  • promoção de times de alta performance.

Quais são os pilares do mapeamento por competência?

Os pilares do mapeamento por competências consistem em:

  • conhecimento: a junção de todas as informações, valores e verdades que integram o saber e que viabilizam ações em certa função da instituição;
  • habilidade: capacidade que pode ser inerente ou desenvolvida por intermédio de treinamentos que permitam a realização de uma atividade. Habilita o colaborar a colocar em prática o conhecimento técnico obtido;
  • atitude: capacidade ou tendência de agir perante os desafios, seja de forma positiva ou negativa, estipulados por ideias, fatos, pessoas ou situações.

Como realizar o mapeamento de competências?

Para mapear as competências ideais para os cargos de uma empresa, algumas medidas devem ser aplicadas. Saiba mais sobre elas a seguir.

Observe os funcionários

É importante observar os colaboradores e entender quais são os principais processos que executam em suas funções. Além disso, como eles se relacionam com as demais tarefas e setores do negócio?

Por ser uma observação sujeita a erros, é importante que esse não seja o único recurso usado no momento de realizar o mapeamento, mas sim uma base inicial de análise.

Aplique questionários

Você deve perguntar aos próprios colaboradores que atuam no cargo quais são os atributos necessários para executar as atividades. Esses questionários podem ser aplicados de duas maneiras:

  • pesquisa qualitativa: abrindo espaço para os próprios colaboradores preencherem a pesquisas com suas opiniões relativas às competências apropriadas. Exige mais tempo de avaliação, já que são respostas diversas e mais elaboradas;
  • pesquisa quantitativa: os campos a serem preenchidos já são padronizados, criados pelo gestor. Dessa forma, os colaboradores só precisam marcar as competências que acharem necessárias à execução das tarefas do cargo.

Os questionários, juntamente com as informações realizadas na fase de observação, já poderão ser usados como material útil. Com isso, tem-se uma base para uma elaboração mais precisa das competências de determinado cargo.

Análise dos resultados

Essa é a hora de averiguar os dados e definir as competências necessárias para cada função e cargo da companhia. Essa atividade não precisa ser realizada apenas pelo gestor. Ele também pode contar com um grupo e, assim, buscar opiniões diferentes que ajudem a consolidar o trabalho.

Uma opção é ter uma lista previamente definida, o que torna o trabalho mais simples. Só é preciso estabelecer o grau de importância de cada competência a cada um dos cargos.

Uma dica é levar em consideração o fato de que boa parte das funções são beneficiadas por habilidades que podem não ser notáveis, mas são extremamente relevantes. Por exemplo, um profissional que trabalhe no caixa e é simpático tem maiores probabilidades de deixar uma boa impressão nos clientes, ainda que essa não seja exatamente uma competência necessária para realizar a sua função.

Isso deixa claro que nem sempre as competências são superficiais e, por isso, precisam ser analisadas com rigor para serem estabelecidas.

Após realizar o mapeamento de competências, será possível usar outras ferramentas, como a avaliação de desempenho. O objetivo é avaliar os colaboradores por meio dessas classificações, auxiliando na tomada de decisões diante da necessidade de realizar promoções ou desligamentos, por exemplo.

Quais são os benefícios do mapeamento de competências?

As vantagens que uma empresa adquire ao fazer o mapeamento de competências são várias. Confira algumas delas:

  • melhor conhecimento sobre o perfil de cada empregado;
  • treinamentos mais eficientes;
  • promoções mais acertadas;
  • otimizações dos processos de recursos humanos;
  • definições adequadas de competências, habilidades e atitudes de cada cargo;
  • melhora dos resultados etc.

Agora que você já sabe a importância do mapeamento de competências, é possível contar com o auxílio do outsourcing para realizar esse processo de forma correta e eficaz. Dessa maneira, uma empresa especializada e com profissionais qualificados para exercer esse tipo de atividade pode assegurar resultados positivos. Assim, os gestores podem ganhar tempo para executarem demais tarefas importantes para o desenvolvimento do negócio.

Gostou de aprender sobre mapeamento de competências? Então, complemente a sua leitura e saiba mais sobre outsourcing e quais tipos existem.

Sem Comentários