Guia completo de contabilidade para empresas de pequeno porte

contabilidade para empresas de pequeno porte
12 minutos para ler

O desejo de muitas pessoas é investir no próprio negócio, sendo assim, é necessário entender a importância de contar com uma boa contabilidade para empresas de pequeno porte. Afinal, a abertura e o funcionamento adequado de uma companhia envolvem diversas responsabilidades e obrigações fiscais, contábeis, tributárias, financeiras, entre outras, que quando não cumpridas podem gerar uma série de problemas e prejuízos financeiros.

Pensando nisso, elaboramos este material completo para mostrar a importância da contabilidade nesse processo. Acompanhe!

Como funciona a contabilidade para micro e pequenas empresas?

Toda empresa precisa cuidar de sua contabilidade, tendo em vista que se trata de um serviço obrigatório, exceto no caso do Microempreendedor Individual (MEI). Isso porque as informações geradas são essenciais para a tomada de decisão do negócio, bem como para comprovar aos órgãos fiscalizatórios que a empresa está pagando seus impostos e obrigações acessórias regularmente. Entre as principais atribuições do contador estão:

  • ajuda na definição do regime tributário ideal para a empresa;
  • manutenção do registro da empresa junto aos órgãos governamentais;
  • elaboração e envio de documentos legais, por exemplo, balancete, balanço patrimonial, declarações e demonstração de resultado do exercício;
  • cálculo do capital de giro;
  • garantia da conformidade com as normas tributárias, fiscais, previdenciárias, trabalhistas e demais leis vigentes;
  • fornecimento de dados e relatórios precisos para previsões financeiras, como o fluxo de caixa;
  • cálculo da folha de pagamento;
  • cálculo dos impostos a serem pagos;
  • análise de indicadores financeiros etc.

Qual a sua importância?

A contabilidade para empresas de pequeno porte é tão importante quanto para médias e grandes empresas. Principalmente pelo fato de que negócios menores passam por vários desafios em seus primeiros anos, como a busca por um faturamento satisfatório, solidez no mercado, manutenção de uma boa gestão tributária, tomadas de decisões relevantes, entre outros. Entenda as principais vantagens desse serviço.

Segurança ao abrir empresa

Como todo começo de jornada, a empresa pode passar por momentos difíceis, tendo em vista que existe uma falta de conhecimento sobre os riscos a serem enfrentados e processos burocráticos. Sendo assim, é fundamental contar com uma ajuda profissional, que vai orientar sobre todos os procedimentos a serem executados e, ainda, evitar erros que podem prejudicar a abertura do negócio.

Controle financeiro

Apesar de ser possível realizar o controle financeiro sem a ajuda da contabilidade, ao contar com esse tipo de serviço é possível garantir a exatidão que essa administração necessita quando o assunto é cuidar do capital da empresa, por exemplo, separar as contas pessoais das empresariais, manter bons hábitos de gestão e demais.

Regularização das obrigações fiscais e tributárias

Grande parte das pequenas empresas se enquadra no regime tributário do Simples Nacional, que apresenta uma carga razoável de tributos a serem apurados e pagos. Apesar de serem quitados em guia única, existem várias obrigações acessórias que requerem entendimento para serem cumpridas de acordo com as normas.

Para isso, é preciso contar com o auxílio contábil, que é a melhor forma de garantir a conformidade dos processos e a utilização correta das plataformas digitais vinculadas ao SPED Fiscal.

Apresentação de informações relevantes para a tomada de decisão

Existem diversas situações em que é necessário dar uma resposta acertada para garantir o funcionamento do negócio. Esse momento pode ser encarado com mais tranquilidade quando existe o apoio contábil, por meio da apresentação de dados e relatórios que podem embasar as tomadas de decisão do negócio.

Obtenção de crédito com maior facilidade

Existem vários cenários em que os bancos e instituições financeiras são mais exigentes na hora de pedir garantias para a concessão de financiamentos ou empréstimos.

A contabilidade empresarial saberá orientar o empreendedor no sentido de se adequar às exigências dos bancos antes de solicitar créditos. A contabilidade, por sua vez, saberá orientar o empresário no sentido de cumprir as exigências dos bancos antes de solicitar crédito.

Assim, as possibilidades de ter um pedido aprovado na primeira tentativa são maiores do que quando realizado por conta própria.

Redução de custos com impostos, juros e multas

Realizar o pagamento dos impostos com atrasos ou enviar as obrigações acessórias com erros e divergências pode levar ao pagamento de multas e juros. A contabilidade é parte essencial para evitar que esses riscos aconteçam, além de garantir que os tributos sejam calculados de forma adequada e pagos em dia.

Desenvolvimento da parte estratégica

Empreendedores que não entendem ou valorizam a contabilidade em pequenas empresas normalmente deixam de reconhecer o seu valor estratégico. Por exemplo, apenas por meio de um bom auxílio especializado é possível realizar a escolha pelo regime tributário com o intuito de pagar menos impostos.

O mesmo vale quando se procura por maneiras de ser menos tributário por meio das ações previstas em lei, como a elisão fiscal e aproveitamento de créditos tributários.

Como realizar a contabilidade para empresas de pequeno porte?

Existem algumas dicas que podem ser usadas como uma espécie de passo a passo para cuidar da contabilidade para empresas de pequeno porte. A seguir, vamos apresentar as mais utilizadas.

Conheça os tipos de pequenas empresas

É preciso ter em mente que existem vários tipos de empresas no Brasil e que a sua rotina contábil, incluindo os impostos a serem pagos, depende do porte, tipo e regime tributários escolhidos. Conhecer melhor sobre isso é necessário para evitar falhas que podem prejudicar o negócio. Entre as principais estão:

  • Empresário Individual (EI): não pode haver sócios e, assim, um único dono responde pela gestão, além de correr o risco de ter seu patrimônio confiscado em caso de dívida da companhia;
  • Empresário Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): não possui sócios. No entanto, exige investimento inicial mínimo de 100 salários mínimos na abertura e o dono não tem seu patrimônio pessoal vinculado ao da empresa;
  • Sociedade Simples: é possível somente para empresas de serviços com atividades regulamentadas com dois ou mais sócios, como médicos, advogados, engenheiros, entre outros;
  • Sociedade Empresária Limitada (LTDA): apresenta pelo menos dois sócios, sem interferência no patrimônio pessoal deles.

Já em relação às empresas de porte de empresas, as alternativas mais compatíveis com pequenos negócios são:

  • MEI: para microempreendedores individuais que faturam até R$ 81 mil por ano;
  • Microempresa (ME): deve apresentar faturamento anual até R$ 360 mil;
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): adquire faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões.

Tenha tudo organizado

Essa segunda estratégia pode fazer toda a diferença durante a gestão contábil da empresa. Isso porque, apesar de o controle ser feito pelo contador, é responsabilidade dos gestores do negócio fornecerem todas as informações para que o setor contábil atue da melhor forma.

Ou seja, é preciso manter todos os documentos e mantê-los organizados, assim, ao precisar deles não é necessário perder tempo procurando e nem pagar multas por atraso nas entregas.

Para evitar que isso ocorra, o mais indicado é contar com as ferramentas disponíveis com o avanço da tecnologia, como um software de gestão e, também, criar uma rotina para evitar deixar tudo para o final do mês, impedindo que intercorrências prejudiquem o trabalho a ser realizado.

Esteja sempre atualizado

A contabilidade possui muitas especificidades e burocracias, e qualquer falha pode sair muito caro para as pequenas empresas. Sendo assim, é muito importante manter um certo conhecimento sobre o assunto, inclusive a respeito das normas, procedimentos e obrigações a serem cumpridas.

Além disso, as legislações sofrem alterações com frequência, e é necessário estar por dentro dessas mudanças e de que forma elas podem afetar o negócio. Por esse motivo, é preciso realizar pesquisas detalhadas sobre os principais assuntos e tendências, participar de treinamentos, cursos, seminários, palestras e demais eventos a respeito dos assuntos que mais envolvem a empresa.

Afinal, é preciso ressaltar que a contabilidade vai muito além do que simplesmente pagar os impostos em dia e auxiliar nas tomadas de decisões estratégicas para que o pequeno negócio consiga se desenvolver e superar um mercado cada vez mais competitivo.

Conte com profissionais qualificados

É normal que o gestor fique perdido com tantas informações disponíveis, contudo, existe a boa notícia de que não é necessário que ele cuide de tudo sozinho. Pelo contrário, ao ter a ajuda de contadores qualificados, está contando com toda orientação adequada para ter uma rotina contábil mais eficaz.

Para empresas de pequeno porte, existem vários serviços que podem ser vantajosos, levando em conta que profissionais especializados podem proporcionar mais praticidade para o dia a dia dos empreendedores, fazendo com que eles possam ter mais tempo para cuidar de demais operações estratégicas do negócio.

Quais são as melhores dicas para isso?

Além do passo a passo a ser considerado, existem algumas dicas para o aprimoramento não só da gestão contábil, como do gerenciamento da empresa em geral.

Planejamento tributário

Pequenas empresas, antes mesmo de começarem suas atividades, devem tomar muitas decisões, das mais simples às mais complexas, como a definição do regime tributário mais adequado para se enquadrar. É preciso ter cuidado com esse ponto, levando em consideração que uma escolha errada pode gerar o pagamento de mais tributos do que deveria, situação que deve ser evitada por qualquer negócio.

Então, para realizar esse tipo de análise, o mais indicado é contar com o serviço de um profissional de contabilidade, que ficará responsável por interpretar as leis e averiguar em qual cenário a organização incorre em menores custos.

Também, precisa haver uma preocupação em recolher todos os impostos com os valores corretos e na data preestabelecida. Isso porque, qualquer irregularidade pode ocasionar na aplicação de multas pesadas por parte do Fisco ou, até mesmo, na suspensão das operações do negócio.

Viabilidade financeira

A contabilidade em pequenas empresas também está diretamente ligada ao gerenciamento financeiro. Essas duas atividades colaboram para o dimensionamento de todas as receitas e despesas, o que possibilita uma melhor compreensão a respeito do potencial de lucro.

Essa tarefa de avaliação de desempenho financeiro é fundamental também para que seja possível planejar os próximos passos. Por exemplo, em caso de um processo de expansão, é preciso se certificar de que terá liquidez para realizar o financiamento de um novo estabelecimento, contratar mais colaboradores, investir em marketing e demais ações e investimentos que possam ajudar no crescimento do negócio.

Outra questão é que não se deve esquecer dos momentos em que é preciso colocar o pé no freio. Uma análise precisa de desempenho financeiro e contábil também colabora de forma efetiva para a identificação de cenários adversos, que requerem uma resposta rápida, que geralmente se apresenta na forma de redução de gastos.

Trabalho de auditoria

Nem sempre o trabalho de auditoria é considerado em empresas de pequeno porte, no entanto, é preciso compreender que ele existe. Ou, pelo menos, deveria existir. Afinal, essa é uma ótima forma de verificar a conformidade dos processos de acordo com as normas em vigor.

Por esse motivo, é preciso ter em mente que se trata de uma estratégia importante para identificar erros e problemas que podem facilmente passar despercebidos, e gerar grandes problemas no futuro.

Por que contar com uma empresa de contabilidade?

Como já foi dito no decorrer do texto, diversas são as atividades executadas por um contador dentro da pequena empresa, seja conhecer os diferentes tipos de empresa, identificar o regime tributário mais adequado, organizar a rotina contábil, estar por dentro das alterações na legislação, mudanças de cenários, entre outras que geram impactos diretos no sucesso que o negócio vai alcançar.

Sendo assim, contar com uma empresa especializada para realizar esse tipo de trabalho pode ser o grande diferencial para o pleno funcionamento da empresa e o alcance do sucesso esperado.

Em muitos casos, os empreendedores optam em tomar para si a responsabilidade a respeito das questões burocráticas, cometendo erros graves que podem levar à instabilidade do negócio ou, nos piores casos, à falência.

Já os profissionais qualificados estão aptos para realizar as atividades do dia a dia e que exigem muita dedicação, algo que não poderia ser realizado por alguém que não possua a mesma formação e experiência profissional. Então, não há dúvidas de que contar com um bom escritório de contabilidade como parceiro, que consiga atender as necessidades da empresa, facilitar os processos, ajudar na superação dos desafios e alcance dos melhores resultados possíveis é a melhor opção para o negócio.

Como pode perceber, a contabilidade para empresas de pequeno porte é um serviço essencial para uma gestão eficiente, sucesso das operações e alcance dos objetivos estabelecidos. No entanto, para que tudo saia conforme o esperado, é essencial contar com uma empresa especializada, com um time qualificado e que realmente possa contribuir para o bom andamento das atividades e adequação às legislações vigentes.

Quer saber como podemos ajudar sua empresa nesse processo? Então, entre em contato agora mesmo para conhecer melhor nossa equipe e os serviços prestados!

CTA Contato
Você também pode gostar

Deixe um comentário